Do Moderno ao Comtemporâneo - O Design Brasileiro de Móveis

Leave a Comment
Chaise Longe Rio, Oscar Niemeyer
No Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional apresenta até 22 de setembro a exposição "Do Moderno ao Contemporâneo – O Design Brasileiro de Móveis".

Cadeira Rio, Carlos Motta
Com curadoria de Marcelo Vasconcellos e Zanini de Zanine essa exposição mostra 80 das mais significativas peças produzidas nesses dois momentos tão dinâmicos do design nacional.
Composta por cadeiras, poltronas, bancos e outros assentos de 9 designers modernos e 19 contemporâneos, entre eles Sérgio Rodrigues, Irmãos Campana, Domingos Tótora, Oscar Niemeyer, Aida Boal e Latoog.

Poltrona Favela, Irmãos Campana
O design de móveis  teve uma época áurea no Brasil entre as décadas de 1930 e 1960 com grandes criadores, guiados quase sempre  por uma estética alinhada com a arquitetura modernista e que introduzia aspectos de brasilidade  na produção moveleira nacional, na contramão da cultura copista predominante até então.

Poltrona Mole, Sergio Rodrigues
O design brasileiro vive um novo boom desde a década de 90, com a projeção dos irmãos Humberto e Fernando Campana puxando uma nova geração de talentos.
A diversidade expressiva e o perfil de seus criadores é a marca do design brasileiro contemporâneo que hoje ganha o mundo, revivendo com características tão distintas o reconhecimento conquistado  há décadas pelos designers brasileiros modernos.

cadeira 3 pés, Joaquim Tenreiro
Destaques da exposição:
- A poltrona  Xibô, criação contemporânea  de Sérgio Rodrigues, figura simbólica do design moderno.
- A poltrona favela dos Irmãos Campana, responsáveis pela grande repercussão do design brasileiro no exterior.
- A cadeira três pés de Joaquim Tenreiro.
- A poltrona Mole também de Sérgio Rodrigues.
-  O Baco Solo de Domingos Tótora
- A poltrona Vidigal da dupla Latoog.

Cadeira África - Rodrigo Almeida
A exposição "Do Moderno ao Contemporâneo – O Design Brasileiro de Móveis" faz também uma justa homenagem à arquiteta e designer Aida Boal que comemora 55 anos de carreira.
Apesar de ser pouco lembrada nos dias de hoje, Aida é um dos grandes nomes do design brasileiro, criadora de peças icônicas e super cobiçadas até hoje.

Cadeira Augusta, Aida Boal




0 comentários:

Postar um comentário

Labels