#2015 está aí.
São 365 dias para realizar seus projetos e construir um ano realmente feliz.
Mãos à obra!


0

Quando criei o projeto da Fórmula Academia de Jundiaí, meu ponto de partida foi a análise do perfil da marca e dos donos, dois jovens empresários com perfil empreendedor e uma proposta bastante inovadora para a cidade.
Foi uma grata surpresa poder conhecê-los e dividir as ideias para viabilizarmos tudo o que eles pretendiam para o local. Além disso o lugar tinha também uma fama não muito boa que precisava ser superada com algo apagasse completamente as lembranças do passado.


Fizemos um pacto de confiança em que eles se comprometeram a cumprir todas as exigências e partido arquitetônico para a área externa para que eu pudesse inverter toda a estética anterior e caracterizar de forma adequada o espaço à função correta de seu uso.


O primeiro passo foi abrir toda a fachada para uma pele de vidro e deixar a planta livre. A integração do Ambiente interno com o externo permite o reconhecimento do novo espaço para o pedestre da Avenida Nove de Julho, a principal via da cidade, utilizada inclusive por adeptos de caminhadas e do cooper.
Essa integração permite também que o aluno da academia não tenha a sensação de confinamento e desfrute a visibilidade total de qualquer espaço da academia.




O fato da academia se situar em um platô mais alto que a avenida, em um primeiro momento, pode parecer um pouco desconfortável mas favorece muito a privacidade e segurança dos alunos, bem como lhes permite um campo visual mais amplo.



Os acabamentos são todos especificados pela franquia mas algumas sugestões que fiz foram aceitas bem como a indicação do forro modular acústico. O estacionamento também foi reformulado para garantir mais conforto.
O vermelho, cor oficial da marca, se estaca na fachada e no grande painel de acrílico da entrada, além de aparecer em alguns outros detalhes, destacando-se entre os tons neutros utilizados como base e em harmonia com as cores acinzentadas dos equipamentos. 


Ainda estão previstas algumas ampliações que trarão outras atividades funcionais que virão para agregar ainda mais ao espaço.




Fotos: Larissa Carbone, Guia Vamos Lá e Insideofstyle.com
0

A Artflex Mobiliário Corporativo, minha loja favorita quando se trata de móveis e acessórios para projetos comerciais, inaugura em janeiro sua loja on line com destaque para os maravilhosos painéis em aço, esculturas e também as famosas cadeiras da marca.


As cadeiras Artflex que tiveram recentemente campanha estrelada pelo chef Claude Troisgros do programa Que Marravilha, do canal GNT.


Muitas peças se encaixam também na decoração de residências. Vale super a pena esperar janeiro chegar e conferir o site que, além de tudo, terá preços super convidativos. 














0

Callita Chair da italiana Infiniti Design
#ParaNossaColecao
0

O chinês People's Architecture Office apresentou recentemente no Times Museum de Guangzho (Cantão) uma instalação inspirada e baseada em painéis refletivos usados em estúdios fotográficos, batizada Pop-Up Habitats.


Uma gigantesca e complexa estrutura multiplicada a partir de uma unidade modular de habitação tinha a função de mostrar as possibilidades permitidas pela criação destinada a ser uma solução de abrigo temporário e portátil, como uma barraca de camping.










0
Charles and Ray Eames; Coffee Table for Herman Miller, 1946.
Elas surgiram provavelmente no período vitoriano e serviam para apoiar bebidas oferecidas às visitas, vem daí o nome coffee table ou cocktail table, como também foram chamadas por algum tempo.
Colocadas no centro da sala de visitas ou de estar, elas literalmente são o centro das atenções em um projeto e dão todo o charme e conceito do ambiente.
E já que o retrô deixou de ser só uma tendência e se tornou um estilo, separei alguns modelos bem mid century, originais ou inspiradas, como sugestão para dar uma repaginada no ambiente neste final de ano.











0

A californiana Bernice Alexandra Kaiser, também chamada simplesmente de Ray, nasceu em 15 de dezembro de 1912. Em 1933 mudou-se para Nova York onde estudou pintura abstrata com Hans Hofamann e estava entre os formadores o grupo American Abstract Artists em 1936.

Em 1940 inicia seus estudos na Cranbrook Academy of Art, em Michigan, onde conhece o arquiteto e designer Charles Eames, com quem começa a colaborar em diversos projetos. Em 1941 torna-se a senhora Ray Eames e, juntamente com o marido Charles, um dos nomes mais icônicos do século XX, responsável por muitas das mais importantes cirações do mobiliário moderno, revolucionando conceitos e toda a indústria.







0

Criada em 1971 a luminária Panthella, do dinamarquês Verner Panton, é um clássico.


O princípio básico dessa peça é que a base em forma de trombeta reflete a luz da lãmpada escondida por uma concha acrílica, possibilitando uma bela e equilibrada distribuição de luz, ao mesmo tempo em que brinca de forma luminosa com as sombras projetadas.




Originalmente projetada na cor branca, a Panthella logo ganhou uma infinita cartela de cores e versões para mesa e teto.




Como um dos designers mais notáveis ​​do século XX, Verner Panton (1926 - 1998) criou objetos, mobiliário, espaços e arte. Seus originais hoje fazem parte do acervo de museus e colecionadores particulares. Seus ideologias e conceitos exercem grande influência sobre o design do século 21.


"O principal objetivo do meu trabalho é provocar as pessoas para que usem a imaginação." - Verner Panton



Veja também o post Just Panton, VERNER PANTON



0

Labels